A internet é um universo de dimensões inatingíveis.

Por isso você deve estar bastante atento para evitar que hackers (piratas cibernéticos) ataquem o seu sistema e tenha acesso ao seu banco de dados, seja de mercadorias, ou de clientes.

O relatório Norton Cyber Security Insights Report 2017, divulgado pela Norton by Symantec , mostra que o Brasil foi o segundo país que mais perdeu financeiramente com ataques cibernéticos, ficando atrás da China.

Cerca de 62 milhões de brasileiros foram vítimas de algum tipo de crime virtual, com perdas que totalizam US$ 22 bilhões.

Esse número representa, acreditem, 61% de adultos conectados do país.

Mas como combater esses ataques? Para sanar suas dúvidas, o Flix Entrevista traz um bate-papo com o especialista em tecnologia da informação, Paulo Santana.

Por que os hackers miram o varejo?

Muitas vezes os ataques acontecem com o intuito de obter informações pessoais de clientes.

Quando uma pessoa se cadastra em um site de vendas, por exemplo, ela disponibiliza o seu nome, endereço, dados bancários, CPF.

E isso é utilizado como uma mercadoria para aplicação de golpes, compras, entre outros.

Nesta edição do Flix Entrevista, Paulo Santana dá dicas importantes sobre como evitar esses contratempos, que podem colocar em risco a imagem da empresa para os compradores.

São pequenas ações que garantem a segurança.

Investimento em equipamentos e software

É importante garantir o funcionamento do seu sistema de segurança.

Converse com sua equipe de TI, ou alguém que preste esse serviço, para manter a rede atualizada.

E investir em hardware, evitando os gratuitos.

Nada de baixar ou crackear programas.

É um passo muito arriscado que pode colocar em risco seu sistema.

As empresas devem manter computadores com sistema operacional corrigido e atualizado e com o antivírus.

Não adianta, infelizmente, colocar antivírus gratuito.

É a mesma coisa que nada. Achar que o antivírus gratuito vai resolver, não vai.

Invista em um processo de backup dos dados.

É um sistema que pode salvar as informações em um momento importante.

Sempre tentar ter técnicas de reação e de recuperação rápida.

Por exemplo, ter pelo menos dois ou três backups.

Antigamente isso poderia ser impensável.

Hoje em dia existem técnicas que, com orientação correta, você facilmente consegue ter duas três camadas de proteção por seus dados, que é o mais importante.

Máquina, equipamento, você compra outro. Os dados você não compra.

Cuidados que seu site deve ter

O e-commerce é um braço forte do comércio varejista.

E o dono de uma loja deve fica atento ao colocar seu site no ar.

A equipe de TI deve ficar atenta ao certificado de segurança do portal, fazendo sempre uma atualização e monitoramento.

Isso garante que não haja invasão de hackers, expondo dados pessoais de clientes.

Como esses hackers invadem o sistema?

Muita atenção quando for abrir um e-mail suspeito.

Muitas vezes as pessoas acabam caindo no golpe, baixando arquivos maliciosos em anexo ou clicando em links que apresentam vantagens tentadoras.

Um clique mal dado, você acaba de ser mais uma vítima!

Por isso é importante que você treine seus funcionários e se policie para não jogar todo o processo de segurança por água abaixo.

Gostou? Olha que tem mais. Veja no Flix do Varejo a entrevista completa de Paulo Santana, especialista em TI, em dois episódios e fique por dentro de mais dicas de segurança na internet.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here