O hábito de ler rótulos de produtos tem ficado um pouco de lado este ano. O principal motivo para mudança de comportamento é a pandemia que vive o mundo devido à Covid-19. Os dados são da segunda edição do estudo “Who Cares, Who Does?”, conduzido pela Kantar.

Antes de apresentarmos os dados desse estudo, queremos no post de hoje apresentar quatro dicas para fazer o consumidor conectar novamente com os produtos que são ofertados na sua loja. Logo abaixo você vai conferir como desenvolver ações simples que trarão resultados em vendas e fidelidade, já que os clientes terão acesso a informações geradas por você sobre os produtos.

Pesquisa x rótulos

Então vamos aos números da pesquisa: em 2019, mais da metade dos shoppers (53%) buscavam informações sobre a presença de açúcar nos produtos. Porém, em 2020 o hábito de ler rótulos a procura dessa informação caiu para 40%.

O mesmo acontece em relação à quantidade de gordura presente nos alimentos. Em 2019, 49% liam essa informação nos rótulos. Mas, só 34% têm feito esse processo neste ano. Queda também em relação a calorias (42% x 32%) e sal (40% x 30%).

Conforme a pesquisa, a mudança de comportamento tem duas razões principais e ambas estão relacionadas à pandemia. Uma é o medo do desabastecimento, que foi maior no surgimento da Covid-19. Em segundo lugar, a pressa em sair do ponto de venda, por exemplo, para evitar o contágio. Essa prática ainda permanece nos novos hábitos de muitos shoppers no Brasil.

Se o consumidor parou de ler os rótulos, é hora então de pensar em processos que ajudem ele a se conectar novamente com os produtos. Como? Usando as redes sociais, com posts chamativos e educativos, que despertam o interesse pela compra conforme a leitura, e as fotos, claro! Ah, faça o mesmo através do WhatsApp, excelente canal de comunicação com os clientes. Então, vamos à dicas do que abordar nesses posts:

1. Tabela nutricional

De um modo geral, os clientes têm interesse em informações nutricionais dos produtos, como valor calórico. Que tal pensar em trazer essas informações pra ele? Mostrar a quantidade de calorias presente na porção X de um produto.

O sódio também está na mira do consumidor, até por em excesso pode provocar problemas como a hipertensão e retenção de líquidos.

2. Termos técnicos

De acordo com uma pesquisa, 39,6% dos entrevistados dizem compreender parcialmente ou muito pouco da rotulagem nutricional. Entre os fatores apontados que dificultam o entendimento estão o tamanho da letra (61%), o uso de termos técnicos (51%), a poluição visual do rótulo (46,4%) e necessidade de cálculo das porções (41,6%). Sendo assim, nada de usar termos técnicos que estão na embalagem para comunicar com o seu cliente. Fale a língua dele!

3. Sustentabilidade

Conforme pesquisas, a maioria dos consumidores buscam informações relacionadas à sustentabilidade para, com isso, saber se um produto é natural. Além disso, se são livres de transgênicos, ou orgânicos, e até mesmo se os fabricantes adotam práticas sustentáveis nos processos de produção. Então, explore isso nas comunicações. Mostre aos clientes que no setor de hortifruti, por exemplo, você trabalhar com hortaliças, legumes e frutas sem a utilização de agrotóxicos, pesticidas e fertilizantes sintéticos.

4. Light e diet

Pode parecer que não, mas muitos ainda têm dificuldade de entender a diferença entre produtos light e diet. Facilitar a vida do seu cliente faz toda a diferença e vamos te ajudar a detalhar um pouco a diferença entre eles:

LightDiet
O que éAlimentos com baixo teor calórico ou de determinados componentes, como sódio ou açúcarSão aqueles isentos de algum ingrediente na composição, como açúcar, sal ou gordura
Reduz caloriasSimNão necessariamente
IndicaçãoPara quem quer consumir menos caloriasPara quem tem alguma restrição alimentar
DefiniçãoUm alimento é considerado light quando tiver redução de pelo menos 25% de determinado componente ou de caloriasUm alimento diet não deve conter nenhum traço de determinado componente


Então é isso! Transforme esse momento em que consumidor está lendo os rótulos dos produtos em oportunidades. Use as informações que ele estava acostumado de ler antes a seu favor, fazendo com que ele se sinta seguro e atraído para fazer as compras. O poder da comunicação faz toda a diferença nos resultados das vendas e, claro, no relacionamento com o seu público. Pense nisso!

  • Preço psicológico como estratégia de vendas? Leia aqui sobre isso!
Leia também:

Catálogo Whatsapp Business: crie o seu usando o app
8 razões para usar WhatsApp Business

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here