Os lojistas aguardam ansiosos a chegada do dia 23 de novembro, quando ocorrerá a Black Friday 2018.

É a data que o e-commerce, por exemplo, mais fatura.

Para esse ano, a expectativa é que o faturamento chegue a R$2,43 bilhões, segundo a pesquisa realizada pela Ebit|Nielsen.

É um aumento de 15% em relação à 2017.

Mas o que era apenas promoções do comércio virtual, acabou se adequando para a realidade do comércio de lojas fixas.

Atualmente, muitos varejos integram o grupo de empresas que oferecem produtos com descontos bastante atrativos.

Pensando em ajudar você a se preparar para esse grande dia, o Filx do Varejo preparou uma entrevista com a economista Lécia Queiroz, superintendente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Uberlândia.

Ela dá dicas de como aproveitar bem a Black Friday.

Esse ano, a data estará bem próxima ao Natal, mas isso não deve afetar os números de vendas, pois, segundo a pesquisa, 69% dos consumidores utilizarão a data para compras de uso próprio.

Somente 26% e 20% das pessoas pretendem comprar algo para a família e dar de presente, respectivamente.

Planejamento

A Black Friday não é só esperada pelo varejo, mas também para o consumidor.

Então é importante se planejar para atender as expectativas, escolher bem a gama de produtos que entrarão na campanha e acompanhar a concorrência.

“A preparação, o planejamento, para a data Black Friday é a parte mais importante e estratégica que o lojista empresário precisa fazer. A estratégia vai desde identificar o produto que ele tem na loja com maior margem de desconto, pesquisar no mercado concorrente e outras empresas que estão entrando com descontos para não ficar tão fora do que o mercado tem atuado”.

O consumidor de hoje tem muita facilidade em acompanhar os preços dos produtos, seja pela internet ou anúncios em folhetins.

Então, tentar enganar com descontos muito baixos ou o famoso “tudo pela metade do dobro” só faz a credibilidade da empresa ir por água abaixo, assim como toda a estratégia adotada.

“Muitos produtos, talvez ele não consiga ter uma margem tão grande do desconto, então cabe fazer uma estratégia e criar um combo. Nesse combo viriam outros produtos, com também descontos diferentes, mas que somados o conjunto desse combo traria um desconto bem atrativo para realmente não perder venda”.

Atenção com o pós-venda

É preciso estar preparado para as políticas de troca e prazos de entrega da loja.

Esses são fatores importantíssimos, que impactam diretamente na reputação do varejista e deixam o consumidor ainda mais satisfeito no caso de bom atendimento.

Para isso, observe o estoque dos produtos escolhidos e prepare seus colaboradores para terem conhecimento das políticas de trocas de mercadorias, atendendo ao que diz o Código de Defesa do Consumidor.

“O que caracteriza a Black Friday? Grandes descontos e aquisição rápida do produto. As pessoas que muitas vezes aguardam para comprar nesse período, esperam ter o produto rapidamente. Adquirir de imediato, já ter em mãos. Então, os fatores entrega, logística e distribuição precisam ser planejados para que aconteça tudo de forma rápida e organizada”.

Essas são algumas dicas que podem ser importantes para que você tenha sucesso nessa Black Friday.

O episódio completo do Flix Entrevista com a superintendente da CDL Uberlândia, Lécia Queiroz você encontra no Flix do Varejo, que também disponibiliza um e-book sobre a data com mais dicas para você se dar bem na Black Friday.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here