Que a carga tributária brasileira é uma das maiores do mundo todo mundo sabe.

E essa taxação sufoca cada vez mais os empresários brasileiros, que lutam diariamente para manter as contas em dia de forma lícita.

Fazer a gestão e o planejamento para tantos tributos não é fácil.

As empresas precisam contar com a eficiência de um bom contador, profissional capacitado para a elaboração do planejamento tributário para manter em dia os pagamentos ao fisco.

Mas será que você está fazendo isso da forma correta?

O contador especialista em varejo Fábio Gomes é o convidado da semana do Flix Entrevista.

Ele dá dicas de como fazer a gestão dos gastos com tributos para evitar desperdiçar dinheiro.

Carga Tributária no Brasil

Atualmente existem cerca de 63 tributos e 97 obrigações acessórias.

São conjuntos de documentos, registros e declarações utilizadas para o cálculo tributário que devem ser enviados ao Fisco dentro de prazos pré-estabelecidos sob pena de multa.

Pesquisas mostram que o empresário tem que trabalhar 2600h/ano para pagar tributos.

Dados do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) mostram ainda que as empresas têm que seguir atualmente mais de 3.790 normas e, a cada 2h existe uma atualização tributária editada no País.

Não importa se é federal, estadual ou municipal.

É muita informação para um país que sofre para sair de uma recessão econômica.

Gestão de Tributos

Saber identificar a tributação correta dos produtos pode ajudar na hora de fechar o balanço do mês.

Segundo Fábio Gomes, em todas as auditorias realizadas nas empresas encontrou problemas com impostos, seja pagando ou não o tributo correto.

A revisão fiscal é um processo pelo qual nós fazemos uma auditoria no cadastro de produto do varejista. E nessa auditoria nós sempre encontramos, em 100% dos casos, produtos que ele deveria pagar imposto e não está pagando e produtos que ele não deveria pagar imposto, pago indevidamente. Não tem um caso até hoje que nós achamos menos de 10% de erro.

Para evitar esses casos, é importante fazer a revisão fiscal. Como?

Pegamos o banco de dados dos produtos e é feita uma auditoria geral, colocando códigos e as alíquotas corretas dos impostos e dos tributos, que são o PIS/Cofins, Federal e o ICMS, Estadual.

A complexidade é tanta que existem produtos que, em alguns estados, o creme de leite com menos de 10% de gordura possui uma tributação de ICMS diferente do creme de leite com mais de 10% de gordura.

São casos como esse que podem gerar problemas na hora de cadastramento, caso não haja conhecimento sobre as leis tributárias.

Como existem muitas alterações, Fábio diz que é indicado fazer uma revisão fiscal a cada 15 dias para manter sempre atualizados os cadastros dos produtos.

Mas com a automatização do sistema entre o cadastro de produtos que tenho na minha empresa de contabilidade com os da loja, se o varejista quiser ele pode até fazer diariamente. Esse processo pode levar cerca de 30 minutos.

Ficou interessado nessas informações sobre tributação? Assista o episódio inédito, que entrou no ar hoje, dia 18 de dezembro, acessando o Flix do Varejo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here