A fachada é o primeiro contato visual que o cliente vai ter da loja e por isso precisa ser atrativa e convidativa para que ele tenha interesse em entrar. Seja para remeter o conceito da marca, impactar um público-alvo ou evidenciar o diferencial dos produtos ofertados, a fachada precisa respeitar alguns conceitos básicos para que o lojista não vá na direção contrária dos resultados.

Construir uma entrada harmoniosa para a loja e casando com uma montagem de vitrine eficiente ajuda a se destacar dos concorrentes, mas também demanda bastante organização e criatividade.

O blog Flix do Varejo traz agora algumas dicas para montar a fachada de loja ideal e atrair cada vez mais consumidores para o ponto de venda, revertendo as visitas em vendas aquecidas.

Conhecendo a legislação

Antes de tomar qualquer decisão ou executar o projeto, o varejista precisa saber como funciona a legislação local. Há cidades em que as regras não permitem, por exemplo, uso de luminosos ou placas com dimensões maiores com o intuito de evitar a poluição visual. Se inteire antes das normativas para evitar prejuízos e dor de cabeça futura.

Investindo em um especialista

Se há condições de contratar um profissional especializado para planejar a fachada, não hesite. Esse investimento pode ser muito importante para garantir uma aparência assertiva para a loja. Hoje há inúmeros escritórios de arquitetura com essa finalidade ou designers e decoradores que também podem atuar nos projetos personalizados para cada negócio, sempre com o foco de atingir diretamente o público-alvo.

Entendendo o perfil de consumo

Por falar em público-alvo, é primordial que ele seja muito bem compreendido na hora de projetar a fachada. O que a sua clientela procura? O que geralmente a atrai a parar para ver uma vitrine, por exemplo? Qual o tipo de produto ou categorias de maior interesse? Todas essas informações podem ajudar muito na composição da fachada e da vitrine. Lembre-se que a fachada precisa deixar clara a identidade visual da loja, mas identificando com o público consumidor.

Criando com criatividade

Às vezes mesmo com uma estrutura física bem simples é possível montar uma fachada impactante. Nessas horas, a criatividade é importante para aproveitar o espaço do imóvel e agregar valor ao exterior do ponto de venda. Além da ajuda de um profissional, o varejista deve pesquisar e buscas inspirações, respeitando as cores da marca.

Uma fachada bonita e moderna demanda também o uso de elementos gráficos que valorizem a arquitetura do imóvel. Placas e letreiros muito grandes nem sempre são as melhores opções para chamar a atenção. Poluição visual nem pensar. Pense sempre no equilíbrio.

Acompanhando as tendências

Quando buscar por inspirações, lembre-se de acompanhar as tendências e tomar por base referências de fachadas do mesmo segmento e nicho de mercado. Hoje é muito comum fachadas de loja com a utilização de estruturas e lâminas metálicas em alto relevo ou ainda fachada de vidro adesivado. Placas de bronze ou letreiros em aço e alumínio também são bem usuais e passam um ar de requinte e sofisticação. Tudo vai depender do alvo que a loja quer atingir.

Mudando o tempo todo

Por fim, é preciso considerar que a fachada, quando há vitrine principalmente, precisa estar em constante mudança. Além de acompanhar datas comemorativas, fazer alteração na disposição de produtos que estão à mostra ou destacar ofertas é interessante para atrair o olhar do cliente.

Continue acompanhando o blog que na próxima semana traremos outras dicas importantes para o bom desempenho da loja.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here