Na primeira semana sobre o tema, o Flix do Varejo apresentou uma série de situações que reforçam o quanto é importante adotar a rotina de organizar as mercadorias e ter um bom gerenciamento do estoque. Além de evitar perdas, o varejista consegue ter uma noção real dos lucros e melhor controle das finanças. Agora é o momento de mostrar como fazer o inventário de estoque e os requisitos necessários para isso.

Mãos à obra

O processo de gestão de estoque parece ser bastante complexo e pode demandar tempo e atenção. Mas ao adotar algumas rotinas para classificar corretamente os itens, é possível ganhar tempo e garantir um acompanhamento preciso dos itens. A organização dos produtos por gêneros, categorias e códigos auxilia bastante no trabalho.

Informações como quantidade dos itens, peso, tamanho, preço de custo e preços e outros detalhes que ajudem a identificar aquela categoria e produto devem constar no inventário. Por isso, o lojista precisa ter em mente a importância de fazer a contagem do mix frequentemente, mantendo as anotações atualizadas.

No relatório de inventário de estoque também podem ser constadas as eventuais perdas, roubos e devoluções de produtos. Só que, para ter sucesso nos inventários, todos os setores da empresa devem ter integração e parceria.

“O primeiro passo do inventário é marcar a data e a preparação da região do depósito e estoque, das áreas internas, treinar as pessoas e realizá-lo com um coletor de dados”, reforçou o consultor de varejo, João Carlos da Lapa.

Formatos

Em seu curso sobre os princípios básicos do inventário de estoque, João Carlos começa destacando os formatos disponíveis e subdivididos em inventario geral, inventário rotativo, inventário parcial e inventário perecíveis.

O geral é realizado em toda a loja e setores simultaneamente de um a duas vezes ao ano e se apura os resultados de todos os departamentos. Já o rotativo é aquele onde são inventariadas algumas categorias por dia e devem ser contados grupos de mercadorias de vários setores da loja. Eles devem ser realizados entre 40 e 60 dias.

O inventário parcial é feito em algumas categorias da loja e pré-definidas pela matriz, aferindo, por exemplo, as maiores quebras e produtos com maior frequência de trocas.

No inventário de perecíveis, apenas os setores perecíveis onde há manipulação e processamento de produtos são atingidos. Ele é realizado após o fechamento da loja, encerrando-se em poucas horas. O ideal é que seja feito semanal ou quinzenalmente.

Em etapas

Ao pensar em como se fazer o inventário, depois de escolher o formato, o lojista tem que considerar as cinco etapas importantes para todo o processo: preparativos, contagem, apuração, divergências e fechamento.

A preparação é a etapa que antecede a contagem e trata de todos os preparativos com o objetivo de organizar e facilitar as contagens de estoques no dia e horário programado. A loja deve organizar os depósitos e câmaras frias, se for o caso, e acertar todas as pendências do sistema como consumo, transferências, entre outros pontos. É este o momento de revisão do planograma de acordo com o desempenho mercadológico. A listagem das mercadorias que serão inventariadas deverá ser impressa.

Já no dia da contagem, é preciso abrir o inventário no sistema e definir as pessoas responsáveis pelas contagens de cada lote. A partir daí, os colaboradores precisam revisar lançamentos pendentes e a arrumação de mercadorias.

Após a realização de todas as contagens de estoque devem ser feitos os lançamentos das contagens no sistema, onde serão apuradas as divergências. A apuração deve ser feita pelos responsáveis do inventário, acompanhados da equipe de contagem e o responsável pelo setor.

Com a conferência apurada a contagem/divergência correta, o auditor do inventário autoriza a inclusão das novas contagens no sistema. Depois de tudo analisado e corrigido, o inventário deverá ser finalizado.

O fechamento consiste no resultado do inventário que deve ser enviado para conhecimento da direção da empresa, gerências e encarregados de setores.

Mais sobre inventário de estoque

Na próxima semana vamos voltar ao tema apresentando algumas soluções que o Flix do Varejo oferece para apoiar você a fazer o inventário certeiro de estoque da sua loja.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here