Já entramos em 2020 e é raro achar alguém que não faça planos para o ano que acaba de chegar. No supermercado, as expectativas não são diferentes. Todo mundo espera um período melhor para a economia brasileira e, lógico, que as vendas sejam mais movimentadas que no ano anterior. Por isso, o Flix do Varejo propõe abaixo uma lista de 10 metas para 2020 que, seguidas à risca, com certeza vão dar aquele gás necessário para o bom desempenho da sua loja.

1 – Ser mais organizado

A organização do ponto de venda transmite a sensação de profissionalismo e é importante para aumentar a produtividade e gerar mais lucros. Ainda que não seja um trabalho muito fácil, se atente e conte com sua equipe boa para que esse quesito seja melhor explorado. Mas atenção! Tenha em mente que o processo de organização da loja deve ser pensado com foco sempre na comodidade do cliente e para que ele tenha facilidade ao procurar alguma mercadoria.

• Mantenha as prateleiras da loja sempre muito limpas e iluminadas
• Defina bem as funções de todos colaboradores para que possam auxiliar nessa demanda. Por exemplo, evite que o operador de checkout faça reposição
• Invista em tecnologia. Muitos softwares disponibilizados para supermercados auxiliam na otimização de processos para o gerenciamento do negócio. Isso também é organização

2 – Diminuir as perdas

Varejista nenhum quer contabilizar prejuízos na loja ou repetir os mesmos erros do ano anterior, não é mesmo? Uma forma de alcançar essa meta é trabalhar para que a loja tenha diminuição nas perdas, especialmente no supermercado. Esse grande problema que afeta a operação da loja compromete, anualmente, quase 3% do faturamento líquido das empresas. O último estudo divulgado pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras) sobre o tema, em agosto do ano passado, revelou que as perdas dos supermercados somaram R$ 6,7 bilhões em 2018. O resultado representa um crescimento de 0,07 ponto percentual em relação ao índice registrado em 2017.

• Cuidado com os produtos vencidos
• Busque onde há ruptura de estoque
• Tente criar uma área de prevenção de perdas na loja
• Aproveite os recursos tecnológicos para facilitar o trabalho como monitoramento por câmeras, coletor de dados para a realização de inventário e alarmes de acesso

3 – Aprender técnicas para aumentar as vendas

Explorar o conhecimento no setor nunca é demais. O varejista que conhece o mercado, acompanha as tendências e consegue efetivá-las na loja sai disparadamente à frente da concorrência.

• Estudar técnicas conhecidas de vendas. Quer uma dica? O Flix apresenta o método A.P.O.S.T.A. dentro da websérie “Power Vendas”. Aqui o lojista aprende a Abordar, Perguntar/Pesquisar, Oferecer demonstração, Sentir e neutralizar objeções, Tomar atitude, Ampliar e manter o relacionamento com os clientes.
• Analisar o próprio negócio e ser realista no que pode dar certo
• Investir no treinamento da equipe pelo menos uma vez por ano. Se não tiver dinheiro para investir, invista no tempo dedicado aos funcionários! Leia no portal Vitrine do Varejo como treinar sua equipe à baixo custo.

4 – Pensar com carinho nas promoções de loja

Com as constantes mudanças no perfil de consumo, o shopper se atrai cada vez mais por ofertas. E é por isso que o varejista precisa ter bem consolidada a ideia de fazer ações promocionais sempre que possível. A partir das promoções, a loja consegue finalizar o público-alvo e atrair ainda mais clientes para o estabelecimento. Ter a definição correta de quais itens entrarão nas ações e os custos e a margem de lucro são pontos essenciais.

• Olhe sempre para a margem dos produtos antes de fazer a promoção
• Tome cuidado para não exagerar na quantidade: a promoção deve ser estratégica para atrair clientes para a loja
• Faça promoções de produtos âncora e aumente preço dos produtos da curva C e D, que são os produtos com baixa rentabilidade, mas que precisam fazer parte do mix para que o consumidor encontre tudo em um mesmo lugar.

5 – Melhorar minha precificação

Colocar preços nos itens nem sempre é uma tarefa fácil. A precificação é importante para que o varejista tenha uma margem de lucro correta e, sem acumular prejuízos, consiga atrair os clientes para dentro da loja. Na hora de precificar os produtos, o ideal é pensar qual é a estratégia da loja, os objetivos que se pretende alcançar e qual valor a loja agrega aos produtos. Veja abaixo algumas dicas primordiais para te orientar nessa promessa.

• Acompanhe o valor de produtos âncora na concorrência e entenda quais itens o cliente não têm consciência de preço
• Observe o comportamento de compra na sua loja
• Estude técnicas de precificação para melhorar sua margem de forma inteligente

6 – Não atrasar na compra de produtos sazonais

Você já deve ter ouvido falar muito em planejamento e gestão de compras. O varejista que pretende se sobressair aos concorrentes e trazer o público para o ponto de venda precisa ser consciente de que se antecipar é essencial, principalmente quando tratamos de datas sazonais do comércio.

Carnaval, Dia das Mães, dos Pais, Natal, entre outras datas importantes para o supermercado, precisam ser priorizadas nesse planejamento a fim de evitar contratempos. O ponto te partida é saber quando e o quê comprar para atender a demanda de cada período comemorativo. Atrasos nas compras resultarão em rupturas e insatisfação do cliente. Mas você não quer isso, né? Então se agarre nessa meta de 2020 e saiba como proceder:

• Tenha em mãos o calendário promocional do ano com todas as sazonalidades. Ainda não tem esse calendário? O Flix tem tudo prontinho pra você seja do segmento de material de construção, vestuário, farmácia ou supermercado. Seja assinante do Flix do Varejo e baixe agora mesmo o conteúdo. Também temos o material na versão gratuita do Flix, mas somente para visualização.

• Marque um despertador bem barulhento na sua agenda do celular para os dias de compra de cada sazão, que é o dia mais importante do calendário promocional
• Treine os compradores para fazer as melhores cotações de mercado: quanto melhor a compra, mais competitiva é a promoção na sua loja

7 – Não perder a paciência com a equipe

“Paciência é uma virtude” e deve ser muito presente no gestor ao lidar com a equipe de colaboradores. Afinal, funcionário satisfeito é funcionário pró-ativo e interessado. Um líder no supermercado precisa ser organizado, disciplinado e conhecer muito bem o nicho em que está inserido, bem como saber acompanhar o funcionamento da loja para poder cobrar o mesmo profissionalismo e seriedade. E quando algo sair do eixo, ser paciente é o primeiro ponto para conseguir o respeito e a reciprocidade da equipe. Então, respire fundo e conte até 10 se for o caso (risos)!

• Conte com funcionários experientes para treinar os novatos
• Pratique sua capacidade de delegar funções. Você não precisa se estressar com todos os detalhes da loja
• Dê feedback para seus funcionários: a vida se resolve em uma conversa de cada vez, por isso saiba conversar e ter calma para resolver conflitos. No Flix do Varejo temos uma entrevista só sobre esse assunto. Seja assinante e confira.

8 – Não misturar os gastos da loja com os pessoais

Quer um problemão e muita dor de cabeça? Misture os gastos da loja com os seus gastos pessoais. Mas como sabemos que você não quer passa por isso, separe tudo para não ser pego de surpresa pelos contratempos financeiros que podem até ocasionar uma falência do negócio. Ter o controle financeiro das despesas e das receitas da loja precisa ser um comprometimento básico de todo empresário e empreendedor. Para isso…

• Monte seu holerite para diferenciar gastos domésticos dos gastos da empresa (Por exemplo: pagar o combustível do seu carro – que não está no nome da loja – deve ser com o seu salário, e não com o dinheiro do caixa)
• Tome cuidado com possíveis infrações legais na sua loja, como tributária ou trabalhista. Cometê-las é mais fácil do que parece
• Não utilize dos produtos da prateleira do seu supermercado como despensa da sua casa. Você deve dar baixa em cada produto que retirar da loja para evitar rupturas.

9 – Ser mais atencioso para fechar e analisar o resultado do meu negócio

O gerenciamento do negócio vai auxiliar bastante você, varejista, a se organizar financeiramente e garantir o desempenho das vendas. Tenha controle de tudo, do que entra e sai, estoques, compras, e com certeza o final de 2020 será de balanço positivo e conta no azul.

• Faça fluxo de caixa diariamente
• Feche um balancete todo fim de mês, analise quais foram os resultados e entenda porque fecharam daquela forma
• Realize seu Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE) para acompanhar a saúde financeira do seu negócio

10 – Fazer orçamento com vários fornecedores antes de comprar

Uma boa forma de ter margem de lucro é saber negociar bem com os fornecedores antes de efetuar a compra. Fazer orçamentos com várias empresas é um meio eficaz para chegar ao melhor custo-benefício dos produtos. E é com essa promessa que a gente encerra a lista das 10 metas para 2020. O ponto alto para alcançar essa negociação e conseguir os melhores orçamentos é tendo um bom planejamento de estoque, conhecimento da loja e do perfil do comportamento de compra dos seus clientes. Veja as dicas:

• Tenha uma lista de fornecedores para acessar facilmente a cada período de compra
• Registre as condições de compra oferecidas por cada fornecedor
• Considere benefícios como condições de pagamento x preço. Em algumas situações é mais proveitoso pagar a prazo para não impactar negativamente o seu capital de giro.

Baixe agora material gratuito

Está disponível para baixar de graça um infográfico que ajudará você, varejista, a se organizar para o ano de 2020 com atitudes que farão você vencer. Clique aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here