Segundo pesquisas realizadas pela ISMA-BR (International Stress Management Association no Brasil), 30% dos profissionais brasileiros sofrem da Síndrome de Burnout, conhecida por ser o esgotamento psicológico por causa do trabalho.

Ela pode afetar qualquer pessoa, independentemente da idade, sexo ou profissão.

Mas como evitar o burnout?

O Flix Entrevista falou com o médico psiquiatra Luiz Carlos de Oliveira Júnior, que traz um pouco do conceito e como podemos prevenir essa doença que causa um prejuízo de 3,5% do PIB no Brasil por conta dos afastamentos ou baixo rendimento de funcionários.

Desvendando o Burnout

O burnout é uma doença que causa exaustão física e mental podendo acarretar em problemas emocionais que afetam a vida pessoal e profissional.

Ainda nos anos de 1980, a pesquisadora americana Christina definiu o burnout como uma doença profissional. Na década seguinte, os americanos popularizaram o termo, que passou a significar que a pessoa tem um nível de stress devastador.

O burnout é um estágio de estresse muito intenso em que a pessoa, por conta da forma como ela se relaciona com sua atividade profissional, se desgasta, estressa, esgota os recursos de enfrentamento do estresse e ela chega à exaustão. Então ela perde completamente a condição de continuar o trabalho.

No Brasil, o ISMA estimou que 30% dos mais de 100 milhões de trabalhadores sofrem com a síndrome de burnout.

Como evitar o estresse excessivo no trabalho

O mais importante é saber gerir bem sua equipe de trabalho, designando as pessoas certas para os locais que melhor se adequam, saber encontrar um equilíbrio entre metas e resultados e um melhor preparo das equipes para encontrar diversos tipos de demandas que surgem pelo consumidor.

“O termo gestão do capital intelectual, do capital humano, é o que pode ajudar dentro de uma de uma organização como evitar esse esgotamento que leva à perda do funcionamento adequado dessa equipe, da produtividade.”

Incentivar um estilo de vida saudável diminui a incidência de estresse extremo.

Pense a vida com quatro centros de felicidade: trabalhos que fazem a vida fazer sentido, relacionamentos pessoais, hobbies (atividades físicas, diversão, qualidade de vida) e o campo de sentido maior, a espiritualidade.

Quando há o equilíbrio, conseguimos criar um escudo que absorve esse stress.

Já se houver desequilíbrio e descarrego tudo em um trabalho que funciona mal, todo o resto desaba.

“Quando eu incentivo às pessoas a ter um estilo de vida saudável, relacionamentos que vão me oferecer apoio, uma filosofia de vida que vai me oferecer apoio e cuidar da minha saúde com a minha alimentação, atividade física, relaxamento, melhora da qualidade de sono, eu reduzo o impacto que os problemas do trabalho vão me oferecer.”

É importante identificar e oferecer ajuda a um funcionário com sintomas de burnout.

Além do baixo rendimento de trabalho ou ausência por afastamento médico, ele pode causar mal-estar em toda equipe e fazer com que o problema se espalhe.

Quer saber mais sobre como evitar o estresse no trabalho, que pode levar à Síndrome de Burnout?

Aproveite o Flix Entrevista e aplique no dia a dia da sua empresa, dando mais qualidade de vida a você e aos funcionários, diminuindo as perdas causadas pela ausência ou ineficiência de um colaborador com desgaste psicológico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here