O bom desempenho dos negócios pode estar diretamente relacionado à gestão da loja. Já pensou nisso? Ser um líder exemplar está longe de ser uma tarefa fácil, até porque nós sabemos que é humanamente impossível agradar a todos. Por outro lado, é perfeitamente possível se aproximar de uma figura ideal de liderança.

Só que para isso, precisamos refletir sobre algumas questões. Você já parou para pensar em qual perfil de liderança você se encaixa? Ou como são seus líderes? Seus colaboradores se sentem motivados e estimulados por eles?

Neste post do blog vamos explicar quais são os variados estilos de liderança e os reflexos que eles podem gerar nos processos internos da empresa e, claro, impactar automaticamente nas vendas seja de forma positiva ou negativa.

Basicamente temos cinco tipificações principais: líder visionário, líder participativo, líder afiliativo, líder coaching e o líder autoritário. Vamos a cada um deles:

LÍDER VISIONÁRIO

Podemos configurar esse tipo de líder como aquele que delega as funções à equipe com base na sua visão, suas ideias e objetivos, com o intuito de envolver os colaboradores com as estratégias que ele acredita serem viáveis para a loja. Esse líder também tem aptidão para ouvir as pessoas e monitorar o desempenho salientando os pontos positivos e negativos, sempre pensando na motivação delas.

Prós e contras:
▪ Apresenta seu propósito, mas busca o entendimento das pessoas, mesmo sendo ele quem toma as decisões finais.
▪ Respeita as opiniões da equipe, mas discute com ela as alternativas. Leva a pessoa a compreender até aonde a opinião dela pode impactar na equipe ou na empresa.
▪ Monitora o desempenho a partir dos indicadores de resultados. O foco está nos indicadores e não nas pessoas.
▪ Em contrapartida, o líder visionário deve ter cautela para não perder a credibilidade ao focar demais no futuro e se esquecer das ações do presente.
▪ Pode ser ineficiente nas tarefas repetitivas em que o processo de criatividade e inovação for pouco demandado.

LÍDER PARTICIPATIVO

É o líder que se envolve mais em trabalhos em equipe e toma decisões com base na opinião de todos, de forma democrática. Os especialistas em Gestão de Pessoas costumam dizer que é o perfil mais positivo quanto ao engajamento e os resultados alcançados pelos colaboradores.

Prós e contras:
▪ Envolve os associados na formulação dos objetivos da área como um todo e para eles próprios. Crê que esta é a melhor forma de superar desafios.
▪ Compromete os associados através de sua participação nas decisões a serem tomadas e nas ações a serem desencadeadas para tornar efetiva a decisão. Busca o consenso.
▪ Faz reunião para discutir diferentes temas e ouve os associados em suas opiniões.
▪ O problema é demandar constantes reuniões para que os liderados partilhem das decisões tomadas e buscar soluções por consenso.
▪ Esse perfil demanda um processo intenso de experiência e conhecimento para lidar com os funcionários. Então, para a empresa que precisa de efetividade a curto prazo, não é o recomendável.

LÍDER AFILIATIVO

É o típico gestor paternalista ou “mãezona da galera”. É ótimo para lidar com os aspectos emocionais e articular conflitos entre os liderados. São mais políticos e isso acaba favorecendo na articulação com associados e clientes.

Prós e contras:
▪ A maior preocupação é quanto aos interesses dos associados, se importando mais com as características humanas do que o resultado do trabalho propriamente dito.
▪ Prioriza o clima de bom relacionamento e lidera pela segurança no trabalho.
▪ Tem dificuldades para punir e dar feedbacks negativos aos colaboradores.
▪ Pode não ser muito eficiente para gerenciamento de crise, em que orientações claras e precisas sejam necessárias.

LÍDER COACHING

O líder treinador ou coaching, como o próprio nome se refere, é aquele que foca na formação dos seus profissionais. Vão dar muita atenção para a capacitação e qualificação da equipe no intuito de que eles consigam traçar os próprios planos de desenvolvimento pessoal e no ambiente corporativo.

Prós e contras:
▪ Tem facilidade para identificar as necessidades de desenvolvimento dos associados.
▪ Orienta sobre o crescimento do liderado e, com feedbacks, ajuda-o a explorar seu desenvolvimento.
▪ Está sempre focado nos desvios de desempenho tanto para mais como para menos, para reconhecer ou corrigir o desempenho.
▪ Também pode ser um líder com ampla dificuldade para atuar em situações de crise e com falta de tempo para orientar a equipe.

LÍDER AUTORITÁRIO

O líder autoritário ou autocrático é bastante comum de se encontrar em diversos setores, mas, apesar do nome, nem sempre é um gestor muito ruim para o negócio. Ele é convicto das suas habilidades técnicas, intelectuais e comportamentais e vai ter muito poder de decisão, ainda que nem sempre ela seja a esperada pelos liderados. O líder autoritário tende a determinar que as tarefas sejam feitas de forma clara e espera dos liderados obediência e disciplina no cumprimento das tarefas.

Prós e contras:
▪ Dá as instruções ao associado e geralmente não o ouve. Quer tudo para ontem e, por isso, quer que as pessoas cumpram as ordens de imediato.
▪ Está sempre controlando as pessoas, quase como um fiscal para ver se estão, de fato, fazendo o seu trabalho e com o intuito de garantir que ele seja feito.
▪ Não gosta de ser confrontado e normalmente ameaça as pessoas com punições e perda de emprego.
▪ É extremamente preocupado com o cumprimento de processos.
▪ Pode ser um perfil ideal no gerenciamento de crise e em situações em que procedimentos específicos devem ser seguidos à risca.

Leia também:

Mapa da Empatia para definir melhor suas personas
Whatsapp Pay: 7 passos para receber dos seus clientes

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here