A vitrine tem potencial para ser o cartão de visitas da loja, uma vez que traduz a primeira impressão do cliente e é responsável por mais de 80% das vendas por impacto visual. Se montada na medida certa, ela também é capaz de atrair ainda mais consumidores e impulsionar as vendas trazendo outros benefícios para o negócio.

A comunicação visual pode se tornar um grande diferencial ante a concorrência. É por meio dela que o varejo consegue deixar a loja atraente e destacar não só a vitrine, mas a fachada e a iluminação.

No quesito vitrine, alguns fatores básicos e imprescindíveis precisam ser considerados na hora de expor os itens. Por isso, o primeiro passo é segmentar a vitrine de acordo com o público-alvo a fim de atrair os clientes certos.

Como expor os produtos?

O cuidado com a disposição de produtos, destacando as peças-chaves do mix, ajuda a direcionar o olhar do cliente e despertá-lo à compra de determinados itens. E vale destacar as ofertas, que sempre chamam muito a atenção do shopper, tomando cuidado em ter organização com os preços. Isso pode ser feito com o uso de adesivos e banners, por exemplo.

Uma vitrine assertiva consegue ainda estimular a compra por impulso. Às vezes o consumidor só está passando pela fachada da loja sem intenção nenhuma de comprar. A partir do momento em que ele visualiza itens que estão em alta no mercado, ou algum produto que deseja, acaba entrando para buscar mais informações e comprar o produto.

Produtos que combinam juntos

Você pode combinar itens na vitrine que dão ao consumidor motivos para ele comprar mais. Se você está expondo o macarrão na promoção, que tal colocar suas marcas mais rentáveis de molho de tomate e azeite juntos, por exemplo? Faça essas combinações, inclusive por categorias, e as vendas certamente aumentarão.

Datas comemorativas

Você pode montar sua vitrine de acordo com as datas comemorativas do ano, como Dia dos Namorados, Natal, temporada junina, entre outras. Nessas datas, os consumidores já têm como hábito comprar para presentear ou celebrar. Portanto, é uma estratégia inteligente elaborar promoções de produtos mais consumidos para expor nas vitrines, lado a lado de um mix de compras complementar destes produtos. Decorar a vitrine por semanas a essas datas trazem bons resultados em vendas e aumentam a entrada de consumidores na loja: quanto mais amigável e maior o contraste visual, melhor!

Liquidações

Quem não gosta de uma liquidação, não é mesmo? Uma das formas de atrair mais consumidores para a sua loja é divulgando uma promoção tentadora. Nesse caso, use adesivos e banners de alto contraste com as ofertas bem grandes. Ao escrever ofertas vale lembrar a diferença que alguns zeros fazem na percepção de valor. Quer um exemplo?

DE: R$105,00
POR: R$95,90

Explore os 5 sentidos

Quando falamos em vitrine, lembramos logo do lado visual. Mas focar nos outros quatro sentidos é fundamental. Veja como fazer isso:

Visão: use cores, luzes, simetria, balanço e contraste para comunicar a mensagem ao seu cliente. Não importa a mensagem, se você tem uma farmácia ou uma loja de construção, a base é a mesma: quanto maior o contraste visual, mais fácil é a leitura; quanto mais luz, melhor é a visibilidade; quanto mais componentes de cor, maior é a atração.

Audição: tudo depende do alvo que quer atrair para dentro da loja. Músicas mais suaves dão a sensação de calmaria e deixam as pessoas mais leves e com disposição para pesquisar mais. Agora, se tem como foco os adolescentes, por exemplo, uma trilha sonora mais agitada é ideal. Mas a audição não é só música: algumas padarias, por exemplo, utilizam um alarme suave para anunciar uma nova fornada de pães. Além de aumentar as compras na loja, os pedestres também associarão o som à memória do pão quentinho, se tornando mais propensos a entrar na loja.

Toque: o prazer de tocar o que vai levar é, sem dúvida, um dos fatores decisivos nas compras. Então, ofereça essa experiência ao seu consumidor, de sentir e experimentar o produto que ele está interessado.

Cheiro: use esse sentido a seu favor. Para compra de roupas e artigos de decoração, um ambiente com cheiro agradável passa um aspecto de limpeza e organização. Em um mercado, o cheiro de comida é um grande impulsionador de compras. Mas não é qualquer comida: pães e outros pratos que o cliente tem como hábito sentir o cheiro dentro de um mercado são os mais indicados. Ao pensar no sistema de ventilação da loja, pode ser ideal colocá-la de tal forma que o cheiro de sua padaria circule pela loja inteira.

Paladar: se você vende comida, que tal proporcionar degustação na loja? Se o produto for bom, é certeza que o consumidor levará o produto para casa. Lembre-se também que degustação tem a ver com a comida servida do jeito certo: se uma geleia ou creme tem sabor muito forte, considere marcas de biscoitos ou torradas que equilibram o sabor do produto principal, proporcionando uma excelente experiência de degustação. Ah, e não se esqueça de colocar os acompanhamentos para vender do lado.

Atenção a itens trancados

É comum que os empreendedores se resguardem de furtos, roubos e extravios com o trancamento de produtos na vitrine. Isso ocorre especialmente com itens de maior valor agregado e que despertam o interesse dos infratores, como é o caso de garrafas de bebidas alcoólicas destiladas ou itens da categoria de beleza e bem-estar como desodorantes, cigarros, entre outros.

Contudo, isso não serve apenas para inibir o furto, atitudes assim também podem inibir o consumidor de querer comprar os produtos. Pesquisas apontam que, no âmbito da prevenção de perdas, o crescimento das vendas após expor os produtos nas prateleiras chega a aumentar 80% em comparação às categorias que estavam confinadas em balcões e vitrines.

O ideal é sempre optar pela exposição aberta do produto ou disponibilizar uma área no interior da loja para que aqueles itens destacados na vitrine possam ser manuseados pelo consumidor no PDV.

O que mais considerar?

Lançamentos e novidades também merecem destaques na vitrine. Se a sua loja tem algum produto que está em alta no mercado, é fundamental expô-lo na vitrine da loja.

Todos os dias modifique algo pequeno. Isso chamará a atenção de quem passa com frequência na frente da loja e dará a ideia de renovação, mudanças. Tudo é renovável e ficar com a mesma vitrine por muito tempo pode passar uma má imagem para o público, que verá a loja como desorganizada e atrasada quanto às mutações do mercado.

Por fim, nada de vender o que não tem em estoque! É importante ter consciência do volume de seu estoque e acompanhar com atenção às promoções externas da loja, para não arriscar anunciar itens que já esgotaram.

Quer saber mais sobre vitrine de loja?

Na próxima semana, aqui mesmo no blog, vamos falar mais um pouco sobre esse assunto apresentando dicas para você se inspirar e criar diferenciais para montar uma vitrine atrativa. Fique de olho!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here