Janeiro é um ótimo período para o varejo graças às compras de volta às aulas.

Para faturar bem nesta época do ano, o lojista tem que estar preparado para enfrentar grandes concorrentes físicos e virtuais, com as vendas online.

O setor de papelarias recebe um aumento no faturamento de aproximadamente 40% em relação aos outros meses do ano.

O segmento espera que em 2019 o ganho seja de 3% a 4% em relação à 2018.

Mas sua loja está pronta para receber o público, realizar vendas e ter um faturamento acima do esperado?

Para ajudar nas respostas, o Flix do Varejo traz, no quadro Flix Entrevista, um bate-papo com a Sandra Marques, compradora de materiais escolares do Martins.

Ela dá dicas e informações imprescindíveis que ajudarão no balanço positivo do seu varejo.

Hora das compras

A lista é extensa.

Lápis, caderno, canetas, mochilas…

E os preços também são os mais variados.

Tudo para oferecer os produtos para todos os perfis de clientes da loja.

Muitas empresas têm aproveitado produtos licenciados para alavancas as vendas.

Isso é um ponto interessante a ser observado.

Investir em um mix de materiais escolares que foge da padronização.

Por exemplo: o lojista pode ter um caderno simples, básico, em oferta, mas também deve oferecer um produto com a capa de um super-herói que a garotada tanto gosta.

“Importante que o cliente faça uma diversidade de itens de caderno para que, quando o consumidor entre na loja, ele consiga encontrar o produto. Na parte de escrita, importante ter toda a gama de produtos, tanto apontadores, quando borracha, lápis de cor. A loja tem que oferecer todos os produtos para que o consumidor não saia de lá e vá procurar outro estabelecimento”

Venda e estoque

Como é um período de vendas em alta, é importante o lojista ter controle do seu estoque, sabendo qual produto está acabando para fazer a reposição o quanto antes.

Os funcionários também devem estar bem preparados para atender às demandas dos consumidores.

Saber prontificar os pedidos faz com que muitos compradores acabem otimizando tempo e fiquem à vontade para procurar outros materiais que não constam na lista.

Bom atendimento nunca é demais, independente do período de vendas.

“A equipe tem que saber o momento de reposição dos itens na loja, quando tem que ajudar o cliente a expor esses produtos para que o consumidor saiba onde encontrar. São passos que contribuem para a venda garantida.”

Exposição dos produtos

Fazer uma boa exposição dos produtos também faz muita diferença.

Muitas vezes o consumidor chega na loja para comprar um material e acaba levando outro por impulso.

O lojista deve saber identificar onde tem maior rotatividades de pessoas na loja para expor de forma mais visível ao cliente.

“O produto não deve ficar apenas na sessão de bazar que já é o local específico para exposição, mas na frente da loja, em um local onde gera maior fluxo. Esse é o local que ele deve expor, porque com certeza esse mix vai gerar maior rentabilidade para loja dele”.

Quer saber mais sobre o assunto?

Seja assinante do Flix do Varejo e confira a entrevista da compradora Sandra Marques no quadro Flix Entrevista e saiba como faturar mais com as vendas no período volta às aulas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here